QUEM SOMOS

Conheça a Sol Maior

TRANSFORMADOR DA MÚSICA

 

Acreditando no papel formador e transformador da arte, desde 2007, a Associação Sol Maior dedica-se à educação musical gratuita de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Em 2017, a Sol Maior comemora 10 anos de atividades com sólida estrutura e planos para o futuro, sendo reconhecida nacionalmente pelo projeto Criança Esperança, da Rede Globo/Unesco, como uma das instituições contempladas em 2018.

 

Associação civil de direito privado, de caráter educacional e sem fins lucrativos, a Sol Maior atende 410 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, atingindo um público indireto de 1.460 pessoas. Mais de 1.200 pessoas já foram beneficiadas diretamente pela instituição, que aposta na transformação social através da música – instrumental e canto coral – e da dança, e no cultivo de valores sólidos, como respeito, disciplina, ética, responsabilidade e solidariedade. Com este enfoque, a ONG desenvolve, desde sua fundação, um projeto que pretende mudar o futuro e a vida de centenas de crianças e jovens menos assistidos.

 

O projeto é voltado para um público de regiões de vulnerabilidade social de Porto Alegre, atingindo crianças e adolescentes na faixa etária dos 07 aos 17 anos, que estejam matriculados no ensino público regular. As ações do projeto buscam andar em consonância com o ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente – oportunizando o acesso a um espaço de proteção social. Assim, a Sol Maior tem registro no Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS – e no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA.

 

 

HISTÓRICO

 

A Sol Maior foi criada em 2007, por Maria Teresa Campos e Cesar Franarin, tendo como sede a Fundação Pão dos Pobres e apenas 50 alunos. Em 2012, passou a funcionar em salas do Multipalco do Theatro São Pedro, atendendo cerca de 130 crianças e adolescentes em parceria com a Associação dos Amigos do Theatro São Pedro. Já em 2014, diante da crescente e constante demanda, a entidade triplicou o número de alunos, passando a atender também na ACBERGS – Associação das Creches Beneficentes do Rio Grande do Sul, na Comunidade Humaitá.

 

Hoje, a instituição tem uma equipe de 20 pessoas, entre coordenadores, educadores, monitores, auxiliares administrativos e assessores.

 

COMO FUNCIONA

 

Os alunos têm oficinas duas vezes por semana nas modalidades escolhidas podendo optar por violão, cavaquinho, bandolim, teclado, flauta, percussão e bateria, além de canto coral e dança. Assim, de forma integrada, o aluno interage com diversas modalidades musicais.

 

As oficinas são realizadas por professores com formação superior em música e dança, no complexo Multipalco do Theatro São Pedro. Na ACBERGS, no bairro Humaitá, as mesmas são ministradas por professores e monitores.

 

O projeto também oferece atividades sociais e culturais aos educandos, propiciando uma agenda de passeios, visitas a instituições, ingressos para espetáculos de teatro e musicais.

 

 

APRESENTAÇÕES

 

A Sol Maior realiza um espetáculo anual de final de ano com mais de mais de 100 alunos no palco do Theatro São Pedro, o mais antigo e prestigiado da capital gaúcha. Apresenta-se, também, em diversos outros locais, como parques e espaços públicos. Além disto, realiza um trabalho de Responsabilidade Social, levando exibições de música e de dança a espaços sociais e comunitários, como abrigos, asilos e hospitais de Porto Alegre.

 

RESULTADOS

 

Felicidade, apoio, sensação de pertencimento e esperança no futuro são algumas das expressões utilizadas pelos alunos da Sol Maior, ao verbalizar os efeitos do projeto em suas vidas. Bom desempenho escolar, aumento da disciplina e senso de responsabilidade e sensação de acolhimento são alguns dos resultados relatados pelos beneficiados e suas famílias, que formam uma verdadeira comunidade.

 

MISSÃO

 

Promover o desenvolvimento de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, buscando, através da educação em música e dança, criar oportunidades para que possam exercer plenamente seu potencial como pessoas e cidadãos.

 

VISÃO

 

Ser organização referência no desenvolvimento da cidadania de crianças e adolescentes, por meio da educação em música e dança.

 

VALORES

 

• INCLUSÃO SOCIAL como meta

• Relações baseadas na CONFIANÇA e no RESPEITO mútuo

• Exercício da SOLIDARIEDADE e da CIDADANIA

• Música e dança como fonte de ALEGRIA e FELICIDADE

• DISCIPLINA e RESPONSABILIDADE no que fazemos

• QUALIDADE na educação em música e dança

• TRABALHO VOLUNTÁRIO como agente de mudança

 

 

UMA EQUIPE BEM AFINADA

Augusto César Corrêa Franarin

Presidente

Maria Teresa Campos

1º Vice-presidente

João Carlos Salin Gonçalves

2º Vice-presidente

Suzi Pessel

Assistente Administrativa

Douglas Daniel da Silva Portilho

Coordenador Pedagógico

Daniela Barzotti Kohlrausch

Regente - Coro infantil e infantojuvenil.

Caoan da Costa Goulart

Professor - Violão, cavaco e bandolim

Bruno Severo

Professor - Cordas e percussão

Luciano Vieira Ramos

Professor - Violão e cavaco

Maria Tereza Furtado

Professora - Dança

Débora Beatriz Figueiró

Professora - Teclado

Alessandra Mazzei

Assistente Social